A teu lado

Criança que ainda sou,
Vida infinda que me aguarda.
Passageiro em teu peito estou,
Me alimente, com teu amor me arda.

Superarei barreiras e gigantes,
Guerras e o que há de vir.
Não temerei meu pior destino,
Nem as formas do meu sentir.

Estando tu a meu lado,
Enfrentarei dragões flamejantes.
Estando eu a teu lado,
Palavras rudes ou canções delirantes.

Não há o que temer,
Dentro em minha eterna infância,
Num amor que há de permanecer,
Fruto de tua constância.

No creditar dos sentimentos,
Há valores de nós dois.
Somaremos a um só tempo,
Razões num só depois.

A teu lado luto e ganho
Na certeza de que sou forte.
Enfrentaremos força e tamanho
ou mesmo a foice da morte.

Comentários

Della disse…
Marcos, é simplesmente MARAVILHOSO!
LINDO!!!