Indomável


Sim, sou difícil de compreender,
Tão generoso e tão cruel,
Tão pacífico e tão guerreiro.

Não pense que não sofro,
Por vezes, na busca da paz,
Preciso agir como tolo.

Mesmo sem desejar,
Serei seu carrasco,
Quando dele você precisar,
E serei seu anjo,
Para você se encontrar.

O poema que parece enrolado,
Com palavras desencontradas,
Assim como eu, terá um fim inesperado.

Procurei princesas pelo jardim,
Mas somente Rainhas vieram até mim,
Foi assim na primeira vez,
E será assim até o fim.

Comentários

Jackie Freitas disse…
Olá meu anjo amigo!
Lindo, lindo, lindo!!
Adorei não apenas a mensagem, mas por compreender você nela!
Grande beijo,
Jackie
Valéria Braz disse…
Marcos, que poema lindo.... as contradições, os extremos, a certeza....
Muito real, é por isso que sou sua fã!
Beijo no coração